PÓS COVID-19

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Instagram

Cansaço ou fadiga:
O cansaço ou fadiga pós-Covid-19 podem ser persistentes, podendo durar vários meses, mesmo após a recuperação da Covid-19. O quadro pode ser bastante incapacitante, até mesmo levando ao indivíduo a ter dificuldades em realizar alguma atividade de vida diária que antes de ter tido a COVID-19 era de fácil execução, devido ao cansaço extremo, o paciente pode ter sua rotina prejudicada, bem como sua vida pessoal e também profissional. A fisioterapia atua no sentido de tentar devolver ao paciente a sua qualidade de vida de antes da COVID-19, realizando exercícios aeróbicos e de intensidade, tudo com cuidado e sempre monitorizando o paciente, para trazer uma maior segurança o tratamento proposto.


Falta de ar:
A falta de ar pós-Covid-19 pode estar presente mesmo após o paciente ter tido sintomas leves ou mais graves, sendo hospitalizado ou não, podendo trazer dificuldades no seu dia a dia como, por exemplo, realizar uma tarefa mais vigorosa como subir uma escada. Com o atendimento especializado da fisioterapia, podemos realizar exercícios respiratórios para melhora da capacidade pulmonar e também sendo de forma muito importante, a reabilitação motora  como auxílio do corpo ou até mesmo de pesos que podem ser utilizados durante uma sessão de fisioterapia.

Problemas cardiovasculares (arritmias e insuficiência cardíaca):
Problemas cardiovasculares podem vir advindos de acúmulo de gordura nas paredes internas dos vasos sanguíneos que irrigam o coração ou o cérebro. O músculo cardíaco é responsável pela contração do coração e uma possível inflamação pode acabar prejudicando o bombeamento do sangue pelo corpo. 
Os problemas cardiovasculares podem ser causados por uma tensão arterial elevada, níveis elevados de lipídios no sangue, diabetes, doenças do músculo cardíaco, predisposição genética, tabagismo, sedentarismo, situações prolongadas de stress. Entre as possíveis consequências estão arritmias e até a insuficiência cardíaca. 
Deste modo, a fisioterapia não se restringe apenas aos cuidados motores dos pacientes que tiveram COVID-19, mas também precisa realizar uma boa recuperação com foco cardiovascular, metabólico e osteomioarticular, através de mobilização e exercícios terapêuticos. 

Dor muscular (mialgia), insônia, dificuldade em recuperar o peso, esquecimento, déficit de atenção e memória.

© CLÍNICA TACTUS